domingo, 23 de março de 2014

A OBRA MAIOR



Todos os serviços do Cristianismo na Terra são plantações do Céu no
escuro solo humano, fecundando o bem e a luz na gleba da experiência.

A escola é um foco solar, despertando mentes e corações para a grandeza
da vida.

O hospital é precioso refúgio, plasmando nas almas a bênção do
reconforto.

O berçário é um canteiro de ternura, irradiando alegria e esperança.
A casa de reajuste é um templo de amor fraterno, estendendo a paz que
afasta o desequilíbrio.

O lar é um santuário de trabalho e consolo em que as almas se
reencontram.

Em todos os escaninhos do mundo, a influência cristã significa
solidariedade e cultura, mensagem de entendimento e bálsamo de perdão.

A obra maior do Evangelho, porém, é o aperfeiçoamento da criatura,
quando a criatura lhe assimila os princípios de reforma e elevação.

A alma ligada ao Cristo é flama renovadora atuando no chão, embora
vivendo na luz do amor.

Não duvides.

Estende os braços à dor e diminui, quanto puderes, os gritos do
sofrimento em torno de ti.

Descerra os lábios e ensina a verdade simples, segundo a idéia nobre
que te brilha no pensamento.

Entretanto, cada hora e cada dia, busca afeiçoar o próprio espírito à
prática dos ensinamentos do Cristo, nosso Mestre e Senhor.

Alma restaurada é base à restauração humana.

Deixa que as Mãos Sábias de Jesus te tomem o coração, aprimorando-te
os impulsos e, ainda mesmo que te pareça a existência terrestre um império de
tribulações, guarda a certeza de que o Cristo em nós é a obra maior a que será
justo aspirarmos no campo da redenção.

  
(Obra: Nascer e Renascer - Chico Xavier/Emmanuel)

ILUMINAÇÃO PELO AMOR




Todos os bons sentimentos que desejamos ter para nós mesmos precisamos,
antes, oferecê-los ao nosso próximo. No ato de dar sem esperar qualquer
recompensa, o homem expressa amor, a mais sublime e poderosa energia que
já se viu na face da terra, e pelo simples fato de amar a criatura já se
eleva a patamares vibratórios que lhe propiciarão tudo aquilo que ela
ofereceu ao seu irmão. O amor é força que se expande em luz e bênçãos,
ao passo que o egoísmo é um vazio escuro que nos deixa nas trevas do
sofrimento.

Ah, como se torna aureolada de sublime luz a criatura que ama, e que
potencialidade curativa tem a força da caridade quando ela é espontânea
e sincera. Se o homem se convencesse disso, ele viveria perenemente
servindo aos seus irmãos.


(Do livro “Recados do Meu Coração” - Espírito Bezerra de Menezes /
Médium: José Carlos De Lucca).

sábado, 15 de março de 2014

CHAMA DA ESPERANÇA

Não nos entreguemos ao desespero, filhos amados. Nenhuma dor se
eterniza, mas o amor de Deus é para sempre e nos facultará um amanhã
feliz.

Mantenhamos viva a chama da esperança, a qual guiará nossos
passos durante a noite escura e tempestuosa das expiações dolorosas.

Creiamos que não tardará o amanhecer de um novo dia em que tudo se
acalmará nas bênçãos de Jesus e de Nossa Senhora.

Mesmo entre lágrimas, continuemos realizando o melhor ao nosso alcance,
porque o trabalho a que fomos chamados por Deus a executar, sobretudo o
trabalho desinteressado em favor do próximo, se constituirá para nós no
alicerce que não deixará nossa vida desabar.

Perseverem filhos, nada temam, Jesus está no leme.

(Do livro “Recados do Meu Coração” – Espírito Bezerra de Menezes /
Médium: José Carlos De Lucca).

NÃO NOS ESQUEÇAMOS

Lembra-te de que tudo na vida é propriedade de Deus, a fim de que o egoísmo não te faça ver a ingratidão onde apenas se expressa a lei natural na marcha evolutiva.

Recorda que o lar é um empréstimo precioso que nos cabe prestigiar com serviço e renúncia para que se transforme em templo de paz e luz;
que o esposo e a esposa, o filho e o irmão, os pais e os companheiros, constituem depósitos do Senhor que nos compete valorizar sem prender e amar sem escravidão, de modo a restituí-los, um dia, à Infinita Bondade, enriquecidos por nosso amor; que as posses humanas são meros compromissos com o Céu que devemos mobilizar na extensão do bem, a fim de que o remorso não nos fira quando chamados a exame de Contabilidade Divina e que os dons da inteligência ou do equilíbrio físico, do verbo fácil ou do raciocínio brilhante são concessões do todo Misericordioso que nos cabe empregar na aquisição das riquezas incorrutíveis do espírito, através do exemplo edificante e do serviço invariável ao próximo.

A rigor, se alguém existe com direito de queixar-se, de ingratidão, esse alguém seria o Criador, à cuja Misericórdia e Justiça tudo se nos tributa, entretanto, o Pai Celeste jamais racionou o Sol que nos ilumina ou o ar que nos sustenta, porque tenhamos abraçado atitudes infelizes à frente de Suas Leis.

Aceita a luta que a Sabedoria da Vida te confere, sem exasperação e sem inveja, sem ciúme e sem mágoa, porque tudo o que te encanta os olhos e alimenta o coração, tudo o que te angaria o apreço dos outros e te consolida a própria dignidade vem de Deus que, através do tempo e da experiência, nos pedirá contas em momento oportuno.

(Obra: Tocando o Barco - Chico Xavier/Emmanuel)